Postagens

Mostrando postagens de 2011

Tur em Salvador

Imagem
A minha Salvador querida Na Ponta de Mar, eta! Rio Vermelho onde largo minhas Tripas Na região do Farol esta uma Barra E porque não falar da frieira no Pé do Loirinho Campo Grande de miséria sem Piedade Vamos Caminhando entre as Arvores Espero que no final tenhamos Vitoria e Graça Para não perdermos a Linha Verde, a Estrada do Cocô da nossa subsistência. Buraquinho da nossa atual sentença Que a Itaparica (Pedra) angular do renovo seja vista em todos os lugares Cristo em nós a esperança da gloria.

Musical Tanto Amor

Imagem

Tão perto do seu, tão longe do céu.

Você já parou para notar quanto esforço desnecessário, quanta gana é exaurida quanta grana é consumida, quanta alma desgastada, desgraçada, destroçada para se chegar a uma distancia que apenas com um quarto de força seria necessário? São percorridas grandes distâncias, suando e esmurrando o ar e não se nota a loucura que é se puxar a carroça com os animas pelo lado oposto. Sé há muita disposição para se correr atrás de coisas, coisificando a vida conjugando “meu só” antes de todos para não ser um com alguém. Quanta energia desperdiçada em movimentos de força alteando bandeiras e placas declarando comunhão, mas pelo outro lado se vê as mãos dos ditos parceiros, que simultâneas molham cada uma o seu pão em um único prato de sopa e com esta mesma mão que segura a face do amigo ao beijá-lo o outro lado do rosto quando o trai. Longe do céu distante dos seus, afastados de Deus, mas perto do seu. Dos seus bens,  do seu ‘me basto’. Agindo então como se cheios e movidos a gás metano, produzido …

Crônicas Soteropolitanas 2

Imagem
Não! Não tenho nada contra os buzus e nem contra os passageiros não vu velho. Já vou logo dizendo que é para não falar que não falei nada. E falo logo para não me tirarem... Diga se não é? Se isso não acontece e nem é dia de jogo nem nada... Veja você! Tô eu voltando para minha casa no meu coletivo corporativo de alta densidade, famoso buzu. Já era por entre 19, 20... 22h da noite, o mesmo lotado que se respirasse tinha que pedir desculpas porque acabava empurrando alguém. Mas graças ao meu bom Deus eu estava sentado neste dia, quero dizer naquela noite – sei que você entendeu – e o povo estava até ordeiro. Todos quietinhos, cada um na sua e tal (creio que todos estavam cansados do pau que deram naquele dia) Oxente!! Baiano trabalha! Se liga! Fique aí nesta tua onda... Já se passaram 30 minutos do local donde peguei o coletivo quando, do meio do buzu, falo do meio mermo parece que de forma estratégica o individuo sentou ali e me tira da sacola uma caixa de som. Veja você, não foi um rad…

Crônicas Soteropolitanas 1

Imagem
Amo minha terra, meu povo, minha gente, mas onte à tarde peguei um buzú (ônibus) que ia sentido centro. Só que este foi para o centro pelo outro lado e por isto chegou mais rápido na estação da Lapa. Chegando lá o buzú se encontrava vazio e as poucas pessoas que tinham assim que o veiculo parou desceram, ‘se picaram’ e tomaram o seu rumo restando, fora o cobrador e o ‘motô’, cinco pessoas contando comigo. Foi aí que eu vi a ‘miséra’. Dois ambulantes vieram gritando e brigando um com o outro. Repare! Isso era só para subir no buzú que estava vazio, quero dizer, com pouca gente pra vender os seus ‘mindoins’. O buzú fez a volta e encostou para os passageiros subirem. Aí que deu mais rolo. Com os idosos que entraram preferencialmente pela frente do buzú, crianças e pessoas de carteira com passagem livre, juntamente vieram uma ‘renca’ de ambulante, uns cinco pelo menos que contei. Ao todo eram sete vendendo picolés, balas, ‘mindoins’, água mineral... Estabeleceu-se ali a feira da tarde. Pod…

12º Congresso Diante do Trono em Belo Horizonte

Imagem

Decifra-te...

Imagem
Vale à pena?
Valeu o esforço?
O que realmente mudou, faz algum sentido?
Todo o empenho, todo o envolvimento?
Mas, o que é mais importante, o fim, o começo e o que dizer do percurso?Será que o fim justifica os meios? Não importa como inicia, mas devo começar?Perguntas que de alguma forma nós nos fazemos e se não as fazemos nos são impostas pelo tempo a fazê-las.Ai nossa força interior rompe em nós e berra: “EU SEI!”, e na verdade não sabe nem porque deu este grito. Talvez por medo – se fosse por isso, pelo menos isto.“De que vale viver, ganhar o mundo todo, colher, correr e saltar as mais altas colinas e perder a própria vida”.
E quando perguntarem teu nome o que você respondera? ‘me chame de incapaz.
Todo aquele que tentar salvar sua própria vida perdê-la-a, e quem perder a sua vida achá-la-a...
Isto faz algum sentido para você amigo “ponto com” (.com). Isso mexe com teu breu, acredita que é sábio aos teus próprios olhos?Decifra-te ou se devore...Quer saber. Tudo isso tem resposta e esta r…

A dedicação dos Muros de Jerusalém

“Na dedicação dos muros de Jerusalém... Ajuntaram-se os filhos dos cantores... Purificaram-se os sacerdotes e... Então, fiz subir os príncipes de Judá sobre o muro e formei dois grandes coros em procissão... sobre a muralha para a banda da Porta do Monturo”(Ne 12.27,28,30,31.)Há um constante desdobrar de verdades espirituais nesses textos. Há uma variedade de temas bíblicos como dedicação, ajuntamento, purificação, príncipes, corais, etc., que podem ser amplamente estudados e enriquecer a vida da igreja no seu serviço a Deus.Jamais poderá haver louvor e adoração completos, se não houver dedicação de vidas, de música e dos “muros” que falam da nossa unidade na igreja. É necessário, também, a purificação de vidas para que o louvor seja plenamente restaurado.A unidade da igreja, a Jerusalém espiritual, está representada pelos muros que a cercam. São muros com portas e torres com nomes significativos para a vida da igreja. Todo crente é chamado para o louvor e adoração, e não s…

Nada se compara...

Imagem
Malcolm Muggeridge
Citado em J.Glastone, Living With Style, Welch, 1986,p. 85. “Creio que posso considerar-me um homem relativamente bem sucedido. As pessoas, às vezes olham para mim na rua – isso é fama. Posso ganhar o suficiente, sem muito esforço para ser incluído no topo da lista da receita federal – isso é sucesso. Se tiverem dinheiro e um pouco de fama, até os mais idosos, se é que se importam com isso, podem tomar parte das diversões de moda; isso é o prazer. Pode ser, uma vez ou outra, algo que tenha dito de nota, ou escrito, fosse suficiente importante, de modo que eu tenha persuadido a mim mesmo de que tal coisa representava um sério impacto para nossa época; isso é realização. Apesar disso tudo,se esses triunfos pequeninos fossem multiplicados por um milhão e somados todos juntos, nada seriam – menos do que nada, seriam um obstáculo positivo – se comparados a um gole daquela água viva que Cristo oferece aos espiritualmente sedentos, independentemente de quem ou o que sejam”.C…