Mínimo eu - meros devoradores de imagens?

 

A própria realidade não é real, no sentido de que nasça de uma compreensão comum às pessoas, de um passado e valores comuns. Cada vez mais, as nossas impressões sobre o mundo derivam não das observações que fazemos, tanto como indivíduos quanto como membros de uma comunidade mais ampla, mas de elaborados sistemas de comunicação, que vomitam informações, a maior parte delas inacreditável, sobre acontecimentos dos quais raramente temos algum conhecimento direto...

A cultura do 'mínimo EU' é de alguma forma ditada por forças externas a qual, podemos ter algum controle mas, para isso temos que ter algum conhecimento destas forças que nos impulsiona para alguma margem.

Os meios de comunicação fazem um zeloso esforço para contarmos que e o que somos, e mesmo para gerar um espúrio sentido de identidade nacional, mas eles o fazem dizendo-nos que programas gostamos de assistir, que produtos gostamos de comprar..., quanto tempo viveremos...,

Será que somos meros devoradores de imagens ?

citações do livro: O mínimo eu - Sobrevivência psíquica em tempos difíceis; 1984 Ed Brasiliense Christopher Lasch

t3a

Nenhum comentário: